MT celebra Semana Estadual de Conscientização da Doação de Medula Óssea; Nininho é autor do projeto

 

Mato Grosso promove de 21 a 27 de maio a Semana Estadual de Conscientização da Importância da Doação de Medula Óssea. A campanha foi instituída pela lei 9.807/2012, de autoria do deputado estadual Ondanir Bortolini – Nininho (PSD). Além de buscar o envolvimento, o objetivo é mostrar à população que doar medula é seguro e pode ser a única esperança de quem depende de um transplante.

Citando dados do MT Hemocentro, Nininho lembra que apenas um em cada cem mil doadores cadastrados é compatível para a doação de medula óssea. “Por isso, é fundamental promover a conscientização para que mais pessoas se sintam sensibilizadas e encorajadas a fazer o cadastro no Redome, que é o Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea”, esclarece o deputado.

Em Mato Grosso, 66,7 mil pessoas voluntárias estão cadastradas no Redome. No Brasil, são 5,3 milhões. O transplante é indicado para pacientes com doenças de sangue, como leucemia, linfomas e alguns tipos de anemia. O MT Hemocentro tem a missão de desenvolver atividades de esclarecimento e incentivo à doação de medula óssea e à captação de doadores.

A medula óssea é um tecido gelatinoso existente no interior dos ossos. Esse material contém as células-tronco hematopoiéticas que produzem os componentes do sangue, incluindo as hemácias ou glóbulos vermelhos, os leucócitos ou glóbulos brancos que são parte do sistema de defesa do nosso organismo, e as plaquetas, responsáveis pela coagulação do sangue.

CADASTRO NO REDOME

O cadastro no Redome poder ser realizado no MT Hemocentro, que atende das 7h30 às 17h. Em Cuiabá, o MT Hemocentro fica na Rua 13 de Junho, 1055. O telefone é o (65) 3623-0044, ramais 221 e 222. O voluntário deve levar o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) e um documento oficial com foto – RG, CNH ou passaporte.

Para fazer a doação de medula óssea é preciso ter entre 18 e 55 anos e gozar de boa saúde. A pessoa não pode ter doenças relacionadas ao sangue, como hepatite e HIV, e qualquer tipo de câncer.

 

 

Related Posts

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *